[Resenha] Lorde faz sua volta triunfal em novo álbum “Solar Power”

Quem lembra da Lorde que usava roupas pretas e cantava pop eletrônico oito anos atrás? Pois é, tivemos um comeback diferente na última sexta-feira, 20 de agosto, que dividiu a opinião do público logo no primeiro dia de lançamento. 

Nas primeiras horas de estreia, Solar Power obteve uma média de 67/100 no Metacritic. Comparado aos dois últimos álbuns da cantora, Pure Heroine (2013) e Melodrama (2017), que debutaram respectivamente com médias de 79 e 91, é a nota mais baixa. Mas por que isso aconteceu?

Definitivamente a era “clean” chega para todos! Acompanhada de uma sonoridade orgânica e melodias mais leves, a obra é como um companheiro de verão e conta com 12 músicas feitas para relaxar e apreciar a natureza.

O álbum começa com The Path, onde Lorde fala sobre seu passado e rejeita a ideia de que as celebridades podem de fato ajudar as pessoas. Na letra, a cantora diz que “se você está procurando um salvador, essa pessoa não sou eu”, e reafirma toda a temática “good vibes” do disco. Em seguida, o carro chefe Solar Power, que leva o mesmo nome do álbum e foi o primeiro single. Além de ser uma música um pouco mais animada, retrata a energia contagiante do verão.

Já em California, Lorde lembra do exato momento do Grammy de 2014 em que ganhou o prêmio na categoria de “Canção do Ano” com Royals. A partir daquele momento, sua vida nunca mais seria a mesma dentro da indústria e então a canção expressa sua decisão de deixar tudo para trás e viver a calmaria na Nova Zelândia. A quarta faixa, Stoned at the Nail Salon, foi eleita como segundo single, e além de complementar a música anterior, por questionar as escolhas que tomou, dialoga muito com as pessoas na idade “dos 20 e poucos anos”, que estão se perguntando sobre o envelhecimento e a vida doméstica.

Fallen Fruit – em português  Fruto Caído – lamenta como a geração passada deixou o meio-ambiente, e ela afirma que “mesmo escrevendo um disco sobre o mundo natural, que é uma celebração, ele também contempla uma perda”. Na próxima música, Secrets from a Girl (Who’s Seen it All), é a cantora dizendo a ela mesma com 15 anos que tudo vai ficar bem, e no final, a sueca Robyn declama um texto interpretando uma “aeromoça surreal”.

A faixa The Man with the Axe, possui um ar mais melancólico e pessoal, como se fosse um poema descrevendo um romance. Em contrapartida, Dominoes, pode ser considerado um pop reggae com sirenes de Nova York ao fundo, para retratar o novo começo de alguém, mas esquecendo do seu passado. 

Na sequência, Big Star, é sobre o quanto a Lorde amava seu cachorro Pearl, que faleceu em 2019, e como a vida é preciosa, já que o luto é uma força transformadora. A menor música do álbum, Leader of a New Regime, se passa em um futuro distante, ou às vezes nem tanto, mas é um ambiente insuportável em que estamos fugindo para recomeçar.

Mood Ring, possui um gênero pop bem divertido, trazendo uma sátira sobre a cultura do bem-estar e da espiritualidade. A faixa é o terceiro single e já ganhou um videoclipe dirigido pela própria cantora ao lado de Joey Kefali, inclusive ela aparece loiríssima ao lado de outras mulheres dançando, lendo e fazendo outras práticas, como se fosse parte de um ritual.

O disco encerra com uma canção de quase sete minutos, Oceanic Feeling, que reaproveita todos os elementos usados ao longo da tracklist: o pop anos 2000, folk e os sons da natureza, como o mar e as cigarras. A artista afirmou ser uma música sobre a sua história, envolvendo a Nova Zelândia, sua família, passado e futuro.

Lorde e Jack Antonoff, produtor musical reconhecido no pop feminino, que também desenvolveu o último álbum da cantora, Melodrama, construíram de forma excepcional os sons orgânicos, com baterias e guitarras de verdade, e as melodias mais suaves. Não sabemos se essa nova era irá perdurar por muito tempo, mas todo mundo deveria ouvir essa verdadeira obra de arte.

Escute o álbum completo:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s