O Manual do Cinéfilo

Sala escura, pipoca feita na hora, o som dos trailers  e aquele friozinho na barriga no início de um filme, é tudo o que um bom cinéfilo sentiu falta durante a pandemia da Covid-19. 

A oportunidade de apreciar um filme bem feito na atmosfera de uma sala de cinema é realmente indescritível, mas já parou para pensar na dinâmica por trás das câmeras?

Entender o que se passa nos bastidores de um set de gravações pode ser comparado com as engrenagens de um relógio: todas as partes possuem uma função autônoma, mas no fim do dia o relógio só mostra suas horas se todos os elementos trabalharem juntos. 

E para todos aqueles amantes de cinema, entender cada parte dessa peculiar engrenagem é essencial, dessa forma, segue abaixo um manual de como cada parte funciona para resultar em um bom filme!

Direção Geral

Quando pensamos em cinema, pensamos no Oscar, nos cineastas renomados que nos serviram filmes icônicos como E.T. O Extraterrestre (1982)  ou Titanic (1997)… E realmente é poético termos essa primeira visão sobre esse profissional, mas existem muitas camadas para se entender a complexidade de sua função.

O diretor de cinema tem a difícil responsabilidade de “tirar a história do papel”e torná-la real. Sua tarefa consiste em montar uma equipe de produção de audiovisual – isso engloba os cinegrafistas (cameraman), diretor de fotografia, diretor de arte, diretor de som e cada assistente associado ao departamento de audiovisual.  

Outro dever do diretor geral é definir o que chamamos de Proposta de Direção, que explica detalhadamente os caminhos que cada departamento do filme deve seguir. Som, arte, fotografia, cenografia, todos esses setores devem seguir as ordens da proposta de direção como dogmas. O documento em questão também facilita o trabalho de cada atividade dentro do set com referências e informações.

Diretor de Arte

A direção de arte de um filme consiste em planejar o conceito, a atmosfera visual da narrativa. Este profissional raramente trabalha sozinho, dependendo de outros funcionários que o auxiliam a atingir o conteúdo imagético para o filme. 

Existe até mesmo o que chamamos de “hierarquia de Desenho de Produção”no cinema, principalmente em longas metragens de alto valor envolvido. 

Em primeiro lugar, temos o Coordenador de Arte, que é responsável pela gestão administrativa e financeira do departamento de arte; em seguida, temos o próprio Production Designer ou Diretor de Arte, já mencionado; e por fim o Assistente de Arte, que a função geral consiste em acompanhar o planejamento do diretor e assegurar de que nada do plano visual seja esquecido durante as filmagens.

Importante lembrarmos de que dentro da função de Assistente de Arte existe uma subdivisão: primeiro e segundo assistentes. O primeiro assistente deve direcionar as equipes acerca das suas prioridades, organizar os horários de cada atividade, atualizar o plano de filmagem para o dia seguinte e observar os planos de filmagem para que não haja erro de continuação nas cenas seguintes .

Já o segundo assistente recepciona a chegada do elenco controlando os horários definidos para a ordem do dia; é responsável pelo andamento do camarim e supervisiona as atividades paralelas a gravação como provas de figurino, fotos de cenas e ensaios. 

O Grande Hotel Budapeste (2014), dir. Wes Anderson [Foto: Divulgação/Searchlight Pictures]

Diretor de Fotografia

A direção de fotografia possui a responsabilidade de juntar todos os elementos do planejamento de filmagem – sejam eles sonoros, de cenário ou roteiro, e construir com esses elementos as imagens em movimento. Cada cena, enquadramento, ‘take’ das câmeras deve seguir uma linha lógica de raciocínio que está sob a supervisão do diretor de fotografia.

Aspectos do local, dos figurinos e cores podem mudar completamente dependendo do manuseio das câmeras, provando a importância dessa função no set e do seu poder de influência no olhar óptico do espectador. 

O profissional à frente desse departamento deve supervisionar o foquista, o cinegrafista, os eletricistas, assistente de câmeras e equipe de luz para garantir que a atmosfera imagética pensada pelo diretor de arte e roteirista sejam atingidas. 

Detalhes como tipos de lente como uma 40mm ou 50mm, filtros, manuseio da câmera pela mão ou câmera fixa são todas decisões definidas pelo diretor de fotografia também durante o planejamento da Decupagem ou Shooting Board, que refere-se aos enquadramentos dos planos visuais de cada take do filme.

Ter um olhar artístico durante esse processo é o que define o estilo de fotografia de cada diretor, levando em consideração que cada estilo pode ser interpretado como uma assinatura desse especialista. 

Alguns dos diretores com estilos singulares de fotografia são Wes Anderson com sua inusitada paleta de cores em filmes como O Grande Hotel Budapeste (2014); Woody Allen com seus enquadramentos em Noivo Neurótico, Noiva Nervosa (1977); clássicos como Kubrick em O Iluminado (1980); e Del Toro, que aproveita de sua sensibilidade como um artista plástico em sua filmografia também.

Outras personalidades importantes do cinema como Tarantino e Sofia Coppola também traduzem sua visão artística por meio de um estilo de fotografia específico.  A lista não para desde Scorsese em Goodfellas (1990), passando por Spike Lee, Spielberg e Chloe Zhao, todos diretores que transmitem sua personalidade através da lente de uma boa câmera.

Produção

Podemos dizer que o cargo mais importante na pirâmide hierárquica do cinema é o Produtor. Cada decisão, do início ao fim do projeto, é tomada pelo produtor de cinema. Sua tarefa  começa na tentativa de convencer os investidores de que o projeto vale a pena a ser investido e trará altos números de bilheteria, e alta lucratividade .

Resumindo, seu papel fundamental é garantir a verba necessária para a rodagem do filme. O produtor pode estar envolvido na parte criativa ou pode ser apenas um investidor. 

Escolha de locações, cronograma das filmagens, proteger os direitos da obra, supervisionar o elenco, controle do orçamento, formação de toda a equipe desde o roteirista até o assistente mais básico da cadeia profissional – tudo fica a cargo do departamento de produção. 

A fim de ajudar o produtor, o gerente de locação deve obter a autorização de uso dos locais escolhidos, enquanto o gerente de produção  controla os gastos diários da produção. Torna-se importante também traçarmos a diferença entre Produtor e Produtor-executivo, o primeiro é responsável por administrar o dinheiro enquanto o segundo é encarregado de garantir o financiamento para o filme.

A produção precisa ter uma linha de comunicação direta com os roteiristas e os diretores  para se certificar de que o projeto está seguindo o plano pensado originalmente pelos acionistas e garantir sucesso de vendas.

Nas fases finais do projeto, este especialista continua em negociação com o diretor e equipe de pós-produção para definir as estratégias de marketing para a divulgação do filme.

Roteiro

Todo filme com uma narrativa envolvente é pensado, escrito e reescrito por uma equipe de roteiristas que não só entende de literatura, mas acima de tudo sabe adaptar a história para a sétima arte. Estes profissionais devem estar atentos à proposta do projeto, tipo de obra audiovisual, exigida pelos diretores e produtores. 

O roteiro nada mais é do que um documento sobre o que deve ser capturado pelas câmeras e a forma como isso deve ser orquestrado pela equipe de direção. Cada projeto precisa de técnicas diferentes de linguagem para apresentar a história contada, seus personagens e ambientes por meio do roteiro.

Um bom roteirista sabe aplicar e abusar das boas estruturas narrativas para não só garantir a riqueza do conteúdo mas também para atender aos padrões do mercado de cinema. Depois de várias mudanças na fase de desenvolvimento do roteiro, e com a aprovação da versão final, o projeto começa a ganhar “corpo, nome e sobrenome”, e sua produção finalmente se inicia.

Casting

A escolha do elenco de um filme é papel do diretor de elenco, que organiza o processo de casting, audições, testes de química (interação) e callbacks. O elenco entra no projeto depois de aprovado a versão final do roteiro, que muitas vezes já é escrito com alguns atores pré definidos.

Houveram até casos em que alguns destes atores pré definidos, chegaram a participar da produção (financiamento) do filme em que atuaram. Vale lembrar que os atores pensados previamente são contratados com base em um admirável portfólio ou por estarem em alta na mídia. 

A curadoria de um bom elenco tem o poder de decidir o sucesso ou não da produção, não somente quando pensamos no talento dos atores, mas também na química que estes têm em cena juntos. Quando o teste de interação não é levado a sério, o público tem dificuldade de acreditar na conexão que os personagens possuem, o que pode colocar em cheque toda a narrativa.

Cenário da série de comédia Friends [Reprodução Revista Celebrity Land]

Cenografia

O cenógrafo é responsável por coordenar toda a ambientação do filme, desde lugares já existentes até cenários que precisam ser construídos somente para a gravação.  Ele trabalha lado a lado com o diretor de arte e o produtor durante a montagem dos cenários, com o objetivo de atender a visão artística do diretor de arte e não ultrapassar no orçamento do produtor.

Saber e decorar o roteiro na íntegra é um dos deveres de um cenógrafo durante a projeção dos ambientes. Existem dois tipos de ambientação:  a Externa, locais  reais que necessitam de autorização e locação para a gravação da obra; e a Interna, aquele ambiente que reproduz locais fechados como salas de TV, bares, escolas e entre outros. 

Outra  curiosidade sobre o departamento de cenografia, é que este não só está à frente das decisões acerca da estrutura do cenário mas também seleciona os objetos (Set Props), que em sua maioria são objetos de decoração. 

Ao longo da produção do filme, outros departamentos também dependem das decisões feitas pelo cenógrafo, como a equipe de luz, som e até mesmo figurino, como veremos a seguir.

A Voz Suprema do Blues (2020), dir. George C. Wolfe [Foto: Divulgação/Netflix]

Figurino, Cabelo e Maquiagem

Da mesma forma que há um longo processo de tentativa e erro na estruturação do cenário e da fotografia , é preciso que a aparência dos atores em cena seja condizente com o universo do enredo. Cada figurinista, maquiador e cabeleireiro responde diretamente ao diretor de arte e à proposta exigida pelo roteiro. 

Vários estudos são elaborados para a formação do guarda-roupa das personagens, pesquisa de estéticas diferentes que dialogam com a história, cores, tecidos, acessórios e entre outros. Acompanhado por uma extensa equipe de estilistas, costureiros, peruqueiros e assistentes de guarda-roupa, o figurinista é responsável por trazer para nossa realidade essas personagens.

Além disso, a maquiagem em comunicação com o figurino facilita o trabalho do ator de dar vida ao personagem, criando a fisionomia deste. Um bom maquiador deve retocar a maquiagem pelo menos uma vez durante o dia, sem contar os filmes que necessitam de maquiagens específicas como efeitos especiais.

Vingadores: Ultimato (2019), dir. Anthony Russo e Joe Russo [Reprodução Marvel616]

Edição e Efeitos especiais

A maioria das pessoas acredita que os filmes são produzidos na ordem cronológica da narrativa, como ocorre no teatro, mas na realidade o diretor não se preocupa com essa sequência temporal durante a produção. O montador é o profissional responsável por organizar as diversas partes na ordem definitiva e garantir a aprovação do diretor.

Ele e o diretor após várias discussões terminam o corte provisório do filme com a trilha sonora, mas as cenas ainda não estão exatamente definidas. O corte provisório é a famosa versão do diretor na íntegra, mesmo assim o filme ainda sofre mais alterações na fase de edição que devem passar pela aprovação do diretor de fotografia e do produtor. 

Os efeitos especiais são adicionados durante essa fase para a versão final que chegará nas salas de cinema. Eles podem ser divididos em dois tipos: os visuais, resultado de extensas manipulações de imagem; e os mecânicos, obtidos por dispositivos físicos durante a gravação no set.

 Além do cabelo e maquiagem, elementos como os dublês, tela verde (chroma key), máquinas de chuva, fantoches, transições entre outros também são usados nos efeitos especiais. 

Mesa de mixagem de som [Reprodução Portal da Produção]

Sonoplastia (Som)

Sonoplastia nada mais é do que a manipulação dos sons no meio do audiovisual. Qualquer elemento captado pelos nossos ouvidos, seja ele uma música, ruído ou diálogo em um filme é planejado pela equipe de som. 

A tecnologia das câmeras atuais nos filmes, é capaz de captar os sons com boa qualidade. No entanto, os efeitos sonoros “entram em cena” justamente para tornar mais real a experiência cinematográfica. 

Em Um Lugar Silencioso (2018), o som é incorporado ao roteiro como um personagem com vida própria,  tornando a narrativa do filme muito mais  interessante quando levamos em conta que o filme todo trata-se de um mundo “sem som”.

O sonoplasta possui total liberdade de encontrar ferramentas diversas para a descoberta de novos sons. Técnicas inusitadas como amassar verduras, casquinha de sorvete, manusear grãos e cereais, mexer em rodinhas de móveis de casa são usadas para criação de sons feitos sob medida para o filme.

Na medida em que cada engrenagem do set respeita e trabalha na mesma sintonia que as demais,  o filme se torna coeso e emocionante. “Se você realmente ama cinema com todo o seu coração e tem paixão o suficiente, você não consegue deixar de fazer um bom filme”, com essa frase Quentin Tarantino nos mostra, que no final do dia, a sétima arte é sobre paixão e cooperação, ter profissionais que amam o que fazem é o verdadeiro segredo de um bom cineasta.

6 comentários em “O Manual do Cinéfilo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s