Como é definida a beleza editorial

Um editorial de beleza vai muito além de uma simples fotografia de uma produção feita por um profissional. Por trás de cada campanha veiculada há uma extensa busca pelos ideais que desejam ser transmitidos por meio do ensaio fotográfico e uma longa pesquisa sobre qual é a melhor forma de externá-los. “O que queremos comunicar ao público? E como conseguiremos fazer isso?”, esses, geralmente, são os questionamentos que funcionam como pilares para a construção de um editorial com um propósito bem definido.

[Imagem: Reprodução Vogue Portugal] 

Sejam campanhas publicitárias de marcas de vestuário ou até mesmo àquelas específicas sobre o mercado de beleza, todo o conceito é pensado previamente. A relevância e adequação ao momento é avaliada e, assim, é definido um moodboard – ou quadro de inspiração – que servirá de guia para orientar os profissionais responsáveis por dar vida às ideias definidas. 

[Imagem: Reprodução @kaka.oliveira]

Para saber mais sobre os bastidores da produção editorial, entrevistamos a maquiadora Kaka Oliveira, que esclareceu alguns pontos sobre o trabalho dos profissionais da beleza durante uma campanha.

[Imagem: Reprodução Domestika] 

De acordo com a artista, o primeiro passo a ser dado na realização de um editorial é a montagem do moodboard, que na maioria das vezes já é previamente definido pela diretoria criativa da marca, que, posteriormente, convida um profissional que tenha um trabalho no estilo desejado e consiga entregar o resultado proposto. Depois disso, cabe à equipe de beleza executar o que foi apresentado, sendo raras as vezes em que tais profissionais participem desde o início da delineação da ideia. Porém, isso muda quando o editorial em questão é especificamente sobre beauty & make-up, pois como o foco principal é a beleza, a participação ativa e criativa dos profissionais da área é essencial, exigindo que estejam presentes desde a montagem do quadro de ideias até os retoques finais.

Ainda na etapa de busca por inspirações, existem dois caminhos que grande parte das pessoas pensam que são os únicos seguidos em uma produção: surfar nas tendências mais quentes do momento ou apresentar algo completamente novo e diferente do que já foi visto. No entanto, não é bem assim que funciona. Segundo Kaka, existe um ponto de equilíbrio entre esses dois extremos, “[…] estamos sempre ligados nas tendências, no que está acontecendo e está em alta, então é natural que a gente traga essas informações pro editorial ou campanha, mas sempre colocando isso com um pouco do nosso olhar pessoal e isso varia de acordo com cada profissional. […] Assim considero que seja uma mistura desses três pontos: do antigo, do novo e do olhar de cada profissional.” Deu pra perceber como a beleza é subjetiva até mesmo para quem define como ela vai ser?

[Vídeo: Reprodução Vogue Brasil]

Nesse sentido, em contraste com a subjetividade da beleza, vem a objetividade das escolhas das pessoas que vão compor o conceito de beleza definido. Como já foi dito, os profissionais da beleza que vão fazer trazer à vida as idealizações dispostas no moodboard são escolhidos com base na adequação de seu trabalho à proposta, e o mesmo acontece no momento de escolha das modelos. Elas são escolhidas de acordo com o conceito que se deseja transmitir e serão como a tela em branco para os artistas da beleza.  

[Imagem: Reprodução Vogue Brasil] 

Por fim, conseguimos perceber que existe um extenso percurso por trás da produção de um editorial e da chegada a um consenso no que diz respeito ao resultado final da produção. Do início da montagem do moodboard, passando pela escolha dos profissionais que irão assinar a beleza da obra até a definição da modelo que melhor se encaixa no conceito desejado, tudo é bem pensado, delimitado e baseado na mensagem que deseja ser transmitida por meio do grand finale do projeto. Ele não surge do nada e nem é montado ao longo do caminho; o conceito de um editorial é baseado em pesquisas de mercado, estudo de campo e identificação entre profissional e projeto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s