Astroworld: O que aconteceu no festival de Travis Scott

Na última sexta-feira (5), o Astroworld Festival, fundado pelo rapper e produtor musical Travis Scott, foi palco de um cenário caótico que ocasionou a morte de 8 pessoas e o ferimento, do que se estima, 300 outras. O show ocorreu em Houston, Texas, nos Estados Unidos, e contou com um público de aproximadamente 50 mil pessoas.

A tragédia teve início em face à tumultuação decorrente do avanço dos espectadores em direção ao palco, quando Scott surgiu para sua apresentação. Em entrevista, o chefe dos bombeiros de Houston, Samuel Penã, deu um parecer sobre o número exato de óbitos e explicou a gravidade da situação. Ainda, afirmou que, frente ao pânico gerado pelo momento, houve uma quantidade expressiva de desmaios e pessoas pisoteadas.

À TMZ, um dos seguranças contratados para o policiamento do festival, Darius Williams, declarou que não houve treinamento adequado e os responsáveis pela proteção não estavam completamente cientes do que fariam.

Após o show, um ocorrido de 2017 veio à tona. O produtor foi detido pela polícia do Arkansas pela denúncia de incitar desordem no público presente. Sua prisão foi realizada ao fim da apresentação, mas houve liberação no mesmo dia. Duas pessoas ficaram feridas em consequência da fala do artista influenciar atos contra o código de segurança.

Um episódio semelhante se desenvolveu no Lollapalooza de 2015, em Chicago. Novamente, incitou que a audiência quebrasse os protocolos. Fãs subiram ao palco, empurraram as grades e desrespeitaram os seguranças. Scott foi preso pela polícia local por estimular desordem.

Relatos

Muitos dos presentes no incidente vieram a público em suas redes sociais comentar sobre o que presenciaram na noite do dia cinco.

A usuária de nome Jay publicou um relato em sua conta do Twitter sobre a experiência: “Na última noite, eu quase morri. (…) Travis subiu no palco e a multidão enlouqueceu. Eu fui imediatamente empurrada para o chão. Eu estava pressionada no chão e cerca de 5 pessoas estavam sobre mim. Eu estava bem no fundo. Eu não conseguia respirar”, escreveu.

Ao que alega, a jovem estava dentre os presentes feridos que foram levados ao hospital. Continuou: “Eu gritava por ajuda: ‘POR FAVOR, ME AJUDEM. VOCÊS ESTÃO ME MATANDO’, eu gritava com medo de que essa noite teria possibilidade de ter sido a minha última. Eu estava sendo esmagada, pisoteada continuamente por dois minutos inteiros. Eventualmente, um homem aleatório me viu sofrendo, os olhos dele se arregalaram e ele me segurou, puxando-me para cima e dizendo ‘você precisa sair daqui’. E isso foi o que eu fiz”.

Seu depoimento acompanha imagens suas na área hospitalar. Confira sua publicação na íntegra:

Ainda, em gravações disponibilizadas igualmente nas redes, é possível visualizar pessoas que subiram nos carros de seguranças que buscavam retirar os inconscientes e feridos do tumulto:

A seguir, assista o momento no qual duas pessoas alertam a um dos funcionários do local e gritam que “parem o show”. Em seu instagram, a jovem que aparece no vídeo comentou sobre o ocorrido: “Eu gritei que as pessoas estavam morrendo de novo e de novo. Ninguém ouvia”, escreveu na publicação. O vídeo capta os gritos repetidos da mulher no intervalo entre as músicas, mas interrompido pela faixa que se seguiu na voz de Travis:

À CNN, algumas vítimas deram entrevista e contaram sobre o ocorrido. Madeline Eskins relatou ao jornal: “Havia tão poucos recursos. Quero dizer, os médicos que estavam lá para ajudar, muitos deles não foram devidamente treinados”, sobre o escasso amparo profissional.

Investigação

A polícia de Houston iniciou uma investigação acerca de, essencialmente, dois pontos de primordial importância para o esclarecimento geral. Um deles tem referência às declarações de que um grupo de pessoas injetava drogas ilícitas indeterminadas nos presentes sem permissão.

Em declaração, o chefe da polícia de Houston, Troy Finner, alegou que um oficial, ao socorrer feridos, sentiu o que se parecia com uma aplicação de agulha, e posteriormente perdeu a consciência.

Não somente direcionada às suspeitas citadas, complementou sobre a urgência em saber qual o estopim gerou a efervescência do momento e o porquê da dificuldade de evacuação do local.

Nota de Travis Scott

À princípio, na noite do ocorrido, o rapper se pronunciou através da ferramenta de stories do seu Instagram, onde comentou estar trabalhando para entrar em contato com as famílias em luto para oferecer amparo.

Ressaltou, ainda, não ter consciência da situação, mas que trabalha com o departamento policial da cidade em busca de esclarecer o acontecido.

No sábado (6), Travis publicou uma nota em sua conta oficial do Twitter:

“Eu estou absolutamente devastado pelo o que ocorreu na noite passada. Minhas preces são dedicadas às famílias e a todos aqueles que foram impactados pelo ocorrido no Astroworld Festival”, escreveu. “O Departamento Policial de Houston tem todo o meu apoio para continuar a investigar as trágicas mortes. Eu estou comprometido a trabalhar juntamente à comunidade de Houston para curar e apoiar as famílias necessitadas. Obrigado, Departamento Policial de Houston, Corpo de Bombeiros e NRG Park por sua resposta e suporte imediatos. Amo todos vocês”.

Além de Travis, outras figuras públicas presentes no evento se manifestaram. Dentre elas, a socialite Kylie Jenner, com quem tem uma filha e espera por outra. Jenner estava presente na noite do ocorrido com a filha do casal, Stormi, e sua irmã, a modelo Kendall Jenner.

Na publicação, comenta: “Travis e eu estamos partidos e devastados. Meus pensamentos e preces estão com todos aqueles que perderam suas vidas, foram feridos ou afetados de qualquer forma pelo ocorrido de ontem. E também por Travis, que eu sei se importar profundamente com seus fãs e a comunidade de Houston. Eu quero deixar claro que nós não estávamos cientes das fatalidades até recebermos as notícias após o show e de nenhuma forma teríamos continuado a filmar e performar. Eu estou mandando minhas mais profundas condolências a todas as famílias durante esse momento difícil e estarei orando pela cura de todos aqueles que foram impactados.”

Quem são as vítimas?

De frente ao local do evento, as oito fatais vítimas foram homenageadas. Elas tinham entre 14 e 27 anos. Saiba quem foram:

Axel Acosta, de 21 anos; Brianna Rodriguez, de 16 anos; Danish Baig, de 27 anos; Franco Patino, de 21 anos; Jake Jurinek, de 20 anos; John Hilgert, de 14 anos; Madison Dubiski, de 23 anos; e Rudy Peña, de 23 anos.

Ocorrências posteriores à tragédia

Após o decorrer trágico do festival, o site TMZ informou que Travis garantiu se responsabilizar pelas despesas dos funerais das oito vítimas. Além disso, irá garantir apoio psicológico profissional aos presentes no festival.

Ainda, famílias de mortos e feridos entraram com ações legais contra o evento. Nesta segunda-feira (8), a NBC News afirmou que, até o momento, mais de 12 processos foram atribuídos a Scott. Uma das famílias é da vítima Ezra Blount, uma criança de 9 anos que se encontra em coma induzido. O processo legal intima os organizadores do evento e, sobretudo, o rapper criador do festival.

Diante da ocorrência, a imagem de Scott ao público geral não desenvolve mais agrado, logo, seus envolvimentos com marcas, anteriormente ao momento do dia 5, está fragilizado. Dior, marca francesa de luxo, por exemplo, possuía um projeto com o artista para o lançamento da linha Cactus Jack Dior. Especialistas comentaram à Rolling Stones que a melhor saída para a Dior e outros parceiros do criador do festival suspender a parceria, como a Nike e o Mc Donald’s, que também possuem contrato de lançamento futuro com o fundador do festival.

Nesse contexto, reforçam que as atitudes devem ser em respeito às vitimas e seus familiares, não apenas a negatividade trazida às empresas.

Um comentário em “Astroworld: O que aconteceu no festival de Travis Scott

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s