O impacto financeiro do período natalino no mercado da moda

Esta talvez seja a época mais aguardada do ano, seja por jovens e crianças que escrevem centenas de cartas ao ‘’bom velhinho’’ ou seja por quem economiza o ano inteiro para 一 neste período 一 conquistar ou adquirir aquele item que tem estado na lista de desejos por longos meses. No entanto, além de sua importância religiosa, os festejos de Natal operam inclusive como um dos principais feriados àqueles que circulam e atuam dentro do mercado lojista, dentre eles, o ramo da moda. 

Imagem retirada do Pinterest.

Historicamente, acredita-se que o Natal tenha suas origens enraizadas nos festejos pagãos realizados no período da Antiguidade. Nesta data (25), os romanos celebravam a chegada do inverno 一 ou solstício de inverno 一 e adoravam ao Deus do Sol (natalis invicti Solis), além de realizarem festividades que compreendiam em celebrar o conceito de renovação. Entretanto, ao longo dos anos, o feriado de Natal, solenizado anualmente em 25 de Dezembro, passou a ser popularmente conhecido e designado como uma data religiosa cristã, que busca celebrar o nascimento do menino Jesus. 

Este ciclo, que para o Cristianismo tem uma duração de cerca de 12 dias, ao longo dos anos e conforme a globalização ganhasse força e representasse a grande expansão do mercado econômico, político e industrial a nível mundial, passou a ser fortemente atribuído a um período festivo, marcado pela época de largada da temporada de fim de ano 一 que além da celebração do Natal também compreende o feriado de Ano Novo, realizado anualmente no último dia de Dezembro (31) e do ano 一 e a englobar o início do período de férias, assimilado a um dos fatores excepcionais para o aumento do consumo e movimentação do mercado referentes a estas datas. 

Imagem retirada do Pinterest.

Dentre os mercados beneficiados pela movimentação de capital nesta época está o setor da moda, que inclui áreas como a consultoria de imagem, figurinismo, ilustração de moda, marketing e produção de moda, além do famigerado estilismo (design) de moda 一 uma das principais, senão a principal área da moda, responsável pelo desempenho da criação e desenhos de peças e acessórios para o consumo pessoal. Isto porque, além de seu significado literal de nascimento e celebração, o período de Natal ainda assinala uma atmosfera de grande otimismo para o mercado, pois é apontado como o período de maior compra entre os clientes. 

Todavia, apesar do otimismo marcado pelas celebrações de fim de ano, a realização de eventos como a Black Friday 一 sinalizada como uma data que pretende reunir produtos em ações promocionais, com o intuito de atrair mais consumidores 一 e o próprio marketing digital das empresas são cruciais para que no período compreendido entre os últimos meses ‘’úteis’’ do ano haja um aumento significativo no consumo. Nesta última etapa do ano é mais que comum encontrar anúncios e propagandas apresentando produtos com preços reduzidos e ainda incorporados em excelentes estratégias de marketing, que além de atraírem aos consumidores conseguem alcançar seu objetivo pretendido: a compra. No Brasil, por conta destes descontos promocionais, o faturamento deve aumentar em 18% no ano de 2021 e alcançar cerca de R$ 6,1 bilhões, segundo um balanço realizado pela Neotrust. O número sinalizado inclui o setor de varejo de moda.

Imagem retirada do Unsplash.

No setor internacional o cenário não é diferente, visto que o consumo cresce gradativamente nesta data que compreende a realização de eventos como a Black Friday. Somente nos Estados Unidos 一 local de origem da promoção do evento 一, a data consiste como abertura da maior temporada de consumo do país, em que o faturamento às vezes chega a circular entre os US$ 617 bilhões. 

Voltando ao cenário brasileiro, em uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira do Varejo Têxtil (ABVTEX) em dezembro de 2020, o cenário comprova o quanto a época é a mais aguardada para o varejo de moda. No balanço apresentado, cerca de 67% das empresas associadas reportaram um maior desempenho no mês de novembro 一 antecedente ao mês natalino 一 em suas lojas físicas, se comparadas ao mês anterior (outubro). Em totalidade, cerca de 25% das associadas não identificaram uma piora ou melhora, enquanto 8% registrou uma piora no cenário de vendas. Segundo o diretor-executivo da Associação, Edmundo Lima, as roupas, calçados e acessórios ocupam o topo entre os itens mais procurados pelos clientes antes do Natal.

Imagem retirada do Unsplash.

Contudo, apesar deste intervalo 一 compreendido entre as datas referentes aos feriados de fim de ano 一 simbolizar o aumento no giro capital e no mercado financeiro da moda, a indústria tem passado por maus bocados durante os últimos 18 meses, em decorrência da pandemia causada pelo novo coronavírus (Covid-19). Por conta da existência de demasiadas restrições, todas as lojas tiveram que fechar suas portas provisoriamente para o atendimento presencial de seus clientes. Porém, o fechamento dos espaços físicos não foi o único problema encontrado pelos donos, diretores criativos e empresários do ramo da moda. O ‘The State of Fashion 2021’, um relatório realizado pela McKinsey em parceria com o Business of Fashion (BoF), sugeriu que o lucro do setor (moda) possivelmente decaiu cerca de 93% somente no ano de 2020, após um aumento de 4% em 2019. 

The State Of Fashion 2021 – BOF.

Ainda que a porcentagem seja assustadora, o impacto da pandemia especialmente no setor da moda serviu como uma desaceleração que possibilitou que diversas marcas e empresas pudessem reformular todo o seu modelo de negócios, desde o processo de criação, estratégias de marketing digital e rebranding 一 ato de ressignificar a imagem de uma empresa 一 que pudessem alavancar as vendas das companhias em tempos tão sombrios. Ou seja, a fase reclusa foi fundamental para impulsionar as marcas a se reconectarem com o presente e repensarem sua distribuição nos meios digitais, que vieram a emplacar de maneira significativa no ano anterior à ocorrência da pandemia (2019). 

Colagem com o logo da Bottega Veneta e a conta do Instagram não achada mais da marca.

Partindo deste princípio e considerando principalmente o momento atual em que a sociedade atravessa globalmente, é importante frisar a importância e relevância do otimismo atribuídas ao período natalino, visto que esta época é apontada como a de maior crescimento no faturamento da indústria e setores da moda e uma vez que, através do futuro incerto e inseguranças 一 projetadas pela pandemia 一 tendem a perdurar no mercado por pelo menos mais alguns meses, talvez este momento de flexibilização das medidas restritivas neste período que insere os festejos do Natal, seja a brecha fundamental pela qual o mercado financeiro possa respirar, ao menos por alguns dias, do baque e lapso causados pelo momento pandêmico. 

Imagem retirada do Pinterest.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s