Extensões de cílios e a praticidade na hora de destacar o olhar

Método favorito de muitas celebridades – e também de muitas de nós – as extensões de cílios seguem em alta. Cada vez mais mulheres estão aderindo aos fiozinhos extras, seja para marcar o olhar ou para dar um toque a mais no visual. As extensões de cílios chegaram ao Brasil há cerca de quatro anos, porém já estão disponíveis no mercado internacional desde o início dos anos 2000 em países como o Japão. Além disso, como diversos outros produtos de beleza, as extensões de cílios já eram idealizadas por volta do século XIX, principalmente com a evolução dos cílios postiços.

Hoje, com as tecnologias atuais inseridas no universo da beleza, as extensões de cílios são feitas por profissionais de estética e podem ter diferentes tipos. Alguns deles são:

Fio a Fio

Imagem: Shutterstock

Este tipo de extensão consiste na aplicação fio por fio de cílios sintéticos ou de seda entre os cílios naturais da cliente, dependendo do efeito que ela quer.

Quando são utilizados os cílios de seda, o efeito é mais natural e os fios são mais finos. Já com os sintéticos, o efeito acaba saindo mais volumoso. Isto também serve para os outros tipos de aplicação.

Volume Russo

Imagem: Shutterstock

O volume russo trata-se dos fios (sintéticos ou de seda) embutidos. Assim, um fio do volume russo tem a grossura equivalente a três fios do comum.

Este modelo serve para as que querem um olhar bem mais marcado – e não muito natural. Também são bastante utilizados em editoriais e maquiagens artísticas, mas podem ser utilizados no dia a dia.

Tufos (ou 3D)

Imagem: Shutterstock

Já os tufos ou a extensão 3D consistem em pequenos conjuntos de cílios acoplados que são colados entre os cílios naturais.

Neste modelo, você consegue tanto um resultado natural quanto um resultado mais cheio – depende da quantidade de cílios aplicados.

Nos três tipos, a primeira aplicação pode variar entre R$ 150 e R$ 240, mas as manutenções podem ser mais em conta. A extensão fio a fio costuma durar 20 dias.

Facilitando a rotina de beleza

Reprodução/Pinterest

Cada tipo conta com sua vantagem, porém, a aplicação de cílios em geral pode ter diversas vantagens para quem procura aumentar o volume dos fios sem a necessidade de colar os cílios postiços sempre. Além disso, as extensões de cílios podem trazer praticidade ao dia-a-dia e também ajudar a autoestima.

Entrevistamos Vitória Midory, 19, que gosta da praticidade que as extensões de cílios trazem: “Eu não sou uma pessoa viciada, que não vive sem. Faço desde os 17 anos e coloco em datas comemorativas […] quando tem aniversários, casamentos, eu gosto de colocar, acho que facilita muito a vida. Como está próximo do meu aniversário, eu coloquei as extensões.” Porém, Vitória sempre procura tomar certos cuidados, ainda mais no pós-aplicação:

“Gosto de colocar os cílios o mais natural possível, mas dessa vez coloquei mais cheios. Porém, ao final das aplicações, meu olho costuma lacrimejar um pouco por conta da cola utilizada, ainda mais que tenho um alto grau de miopia e astigmatismo. Mas maiores complicações eu nunca tive! […] Os cuidados que tenho são não molhar nas primeiras 24 horas e escovar sempre para não ficar empelotado.”

Ainda assim, alguns cuidados têm que ser tomados, pois quando não colocados da maneira certa, com ferramentas higienizadas e até mesmo quando mal cuidados, os cílios podem trazer problemas. Conversamos com a dermatologista Aline Tiemi sobre algumas desvantagens e contraindicações das extensões de cílios.

A maioria dos cilios utilizados são de material sintético e fixados a região com uma cola. Esses materiais podem causar dermatite de contato (alergia) em alguns pacientes.”, nos conta a doutora. E ainda complementa: “Outro ponto é que o procedimento prejudica a higienização do local e pode ajudar a obstruir algumas glândulas responsáveis pela lubrificação dos olhos, aumentando o risco de blefarites.

Nos cuidados, a dermatologista reforça que as extensões não devem ultrapassar o período de 20 dias recomendados pelas profissionais de cílios. Além disso, ela também recomenda que pacientes com históricos de conjuntivite ou blefarites de repetição, que usam lentes de contato ou que têm alergias não realizem o procedimento.

Como fazer uma aplicação correta?

Para realizar uma aplicação correta dos cílios e evitar problemas futuros, chamamos a profissional de cílios Bianca Munhoz, 19, para falar um pouco sobre o procedimento. Segundo ela, a aplicação pode ser um processo demorado, podendo levar, normalmente, entre 2h30 e 2h40, variando de acordo com a técnica escolhida.

Imagem: Shutterstock

Para que os cílios sejam aplicados, alguns materiais são necessários, como:

  • Colas específicas (normalmente com compostos de cianoacrilato);
  • Cílios (sintéticos ou de seda)
  • Fita crepe;
  • Sabão neutro;
  • Fita transpore;
  • Soro fisiológico e;
  • Primer para cílios.

Por fim, após a aplicação, alguns cuidados também são necessários:

O primeiro cuidado que se deve ter é não molhar as extensões nas primeiras 24 horas. Não usar rímel, higienizar sempre os fios e também nunca puxar os fios para não danificar os cílios naturais são dicas fundamentais.”, reforça Bianca. As extensões são uma forma prática e duradoura de destacar o olhar, mas devem ser muito bem cuidadas para evitar problemas na área dos olhos – podendo até mesmo prejudicar sua visão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s