Botox: os benefícios preventivos para a pele e outros sistemas do corpo

As inovações no mundo da beleza e dos dermocosméticos não param de surgir e hoje, uma variedade de produtos que trazem efeitos rejuvenescedores, hidratantes e até mesmo do botox são vendidos. Porém, há quem prefira (ou tenha recomendação para) realizar os procedimentos tradicionais ao invés dos produtos de skincare para um efeito mais eficaz. E assim como qualquer outro procedimento, o botox pode gerar algumas dúvidas sobre sua aplicação, duração e seus efeitos a longo prazo. No texto de hoje, explicaremos um pouco melhor sobre o assunto.

As diferentes aplicações do botox

Reprodução: Shutterstock

O ativo do botox, também conhecido pelo nome de ácido botulínico, é um derivado da bactéria Clostridium botulinum, a qual, quando isolada, ajuda no tratamento de espasmos musculares. Seu fim estético foi descoberto após algumas aplicações em pálpebras e regiões com mais índice de rugas na pele, as quais apresentaram melhoras após a aplicação do ácido. Assim, o uso do botox é associado ao relaxamento muscular da região onde foi aplicado, suavizando os traços de expressão como consequência. 

Além disso, quando utilizado em menores doses, pode auxiliar no controle da oleosidade, suor, enxaqueca, tensões nervosas, bruxismo e em diversos outros problemas, indo muito além da estética.

Ana Isabel Nobre, dermatologista, nos fala um pouco sobre o botox:

“O uso estético da toxina botulínica é recomendado mais comumente para as rugas de expressão, tanto para melhorar a fisionomia da pessoa e o equilíbrio entre os músculos quanto para a prevenção das linhas de expressão, que ficam cada vez mais marcadas com o tempo.”

“Além disso, a toxina botulínica é usada para tratamento de assimetrias faciais, de bruxismo, enxaqueca e uma série de condições como a sudorese.” Completa ela.

Há também diversas marcas de toxina botulínica no mercado, sendo uma das principais e mais recomendadas o conhecido Botox. Apesar disso, outras marcas como a Prosigne e Botulim trazem ótimos efeitos, seja esteticamente ou para outros fins dermatológicos.

O botox em peles maduras

Reprodução: Shutterstock

Quando tratamos de peles mais velhas, uma das funções mais comuns do botox é aliviar as linhas de expressão que surgem com o passar do tempo.Estas podem ter diversos motivos, como a exposição ao sol, poluição do ar, sono desregulado, pele pouco hidratada e também pelos movimentos rotineiros e repetitivos dos músculos do rosto.

Nestes casos, a toxina botulínica é aplicada no músculo (e não na linha de expressão!) em regiões como o pescoço, canto dos olhos e ao redor do lábio. O botox também não é uma solução imediata: para maiores efeitos ou a redução total de linhas, a reaplicação deve ocorrer regularmente a cada 4 ou 6 meses, dependendo da área e recomendação do profissional estético.

O botox preventivo

Já o botox preventivo, como diz seu nome, tem sua aplicação logo no início do surgimento das rugas. Não há uma idade exatamente definida, mas as linhas de expressão costumam aparecer entre os 25 e 30 anos, podendo depender do quão expressiva a pessoa é.

Reprodução: Shutterstock

As áreas mais comuns a receber o botox preventivo são as linhas que surgem na testa, meio da sobrancelha, músculos dos olhos, cantos dos lábios e no queixo. A aplicação do botox preventivo segue o mesmo ritmo de reaplicação que o de tratamento, variando de 4 a 6 meses entre os casos de pessoas com maiores ou menores expressões, movimentos musculares e exposição ao sol. A manutenção é necessária pois, após algum tempo, o organismo tende a absorver o produto e voltar a produzir rugas. A quantidade necessária de aplicações pode variar dependendo da região a se aplicar e da recomendação do dermatologista.

Cuidados no pós e contra-indicações

Assim como todo procedimento feito no corpo, há uma série de cuidados necessários após a aplicação do botox, principalmente nas primeiras horas.

A principal indicação é não se deitar e evitar abaixar a cabeça nas primeiras quatro horas após a aplicação e também evitar exercícios físicos, para não comprometer os efeitos do botox. Evitar a exposição solar também é recomendado nas primeiras 24h para não causar manchas e irritações. Nos primeiros dias, evitar o uso de maquiagens e massagens faciais.

Após os primeiros dias, alguns cuidados diários também são necessários. Entre eles, podemos listar:

  • Hidratar-se bem bebendo bastante água;
  • Interromper o uso de cigarros e/ou tabacos em geral;
  • Evitar alimentos com muito açúcar e dar espaço para uma alimentação saudável;
  • Evitar situações estressantes;
  • Utilizar protetor solar diariamente;
  • Reduzir movimentos faciais;
  • Repor colágenos sempre que possível, seja com vitaminas ou através da alimentação.

Porém, por se tratar de uma toxina, é preciso tomar cuidado com a aplicação e se você atende a alguma contra-indicação. A dra. Ana Isabel nos fala sobre quando evitar o procedimento:

“Nós não fazemos aplicações em mulheres grávidas, em pessoas com doenças relacionadas à força muscular (por exemplo, as escleroses múltiplas) ou em pessoas com alergias conhecidas a algum dos componentes do produto.”, conta ela.

“É importante também saber da procedência do produto e se ele é aprovado pela Anvisa, além de realizar o procedimento com um profissional já acostumado com a aplicação da toxina botulínica, que conheça os produtos de boa procedência e também entenda da dinâmica da musculatura facial”.

Assim, não há nenhum grande risco no procedimento, mas sim na quantidade colocada; apesar disso, efeitos como o congelamento da expressão facial podem ser revertidos com o passar do tempo.

Benefícios além da face

Ainda que muito utilizado para fins estéticos, o botox ajuda muitas pessoas quando falamos de fins medicinais. Além de suavizar os traços auxiliando a não craquelar a maquiagem, por exemplo, o botox é utilizado em procedimentos para diminuir a sudorese de regiões do corpo quando aplicados nas glândulas.

Reprodução: Shutterstock

Outro uso do botox é na redução da tensão de algumas áreas, diminuindo dores de cabeça, enxaquecas e auxiliando até mesmo odontologicamente, em casos de bruxismo.

“Fui ao dentista quando era adolescente e descobri ter o problema de bruxismo. Ele me recomendou o botox para aliviar a tensão da área. De primeira, fiquei meio desacreditada, mas minha mãe me convenceu a tentar”, diz Eduarda Oliveira, 19, quando a perguntamos sobre como o uso de botox auxiliou em seu tratamento. “Melhorou demais o meu problema, eu consigo dormir tranquila, aumentou muito minha qualidade de vida. […] Faço aplicações por volta de 5 ou 6 meses tem dois anos e meio e recomendo pra qualquer um”, completa.

Cuidado extra com nossa autoestima

Indo além dos casos medicinais, o botox também desempenha sua função estética muito bem.  Um dos procedimentos mais feitos no ano de 2015, segundo dados da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética, o botox somou mais de 4,6 milhões de aplicações em todo o mundo.

Isso porque o botox tem diversos benefícios estéticos, como o tratamento e prevenção de rugas, suavização das marcas de expressão, diminui os movimentos e tensões musculares e ainda dá um efeito de lifting, mesmo que leve. Assim, a possibilidade de reduzir linhas e traços indesejados em qualquer região ajuda no crescimento da autoestima de muitas mulheres e homens.

A entrevistada Gisele Campos, 31, nos conta um pouco sobre o processo de aplicação de botox facial e os motivos que levaram ela a esta aplicação: “Eu sempre tive os traços da boca muito fortes, principalmente o famoso ‘bigode chinês’ e isso me incomodava bastante. Quando fiquei mais velha, ele ficava muito marcado, não só quando eu sorria. Aí comecei a procurar métodos para remoção e encontrei o botox”, conta ela.

“Fiz aplicações durante 2 anos, com intervalos de 6 meses. Fiquei super feliz com os resultados, minha autoestima melhorou e a maquiagem parou de craquelar na região. Eu costumava usar só pra sair, então interromper o uso quando fazia as aplicações foi tranquilo”, completa.

Porém, é preciso tomar um cuidado com os excessos e com nossa saúde mental. Isso porque os padrões de beleza sempre existiram e contam com muita força para serem reforçados. Assim, muitas pessoas podem cair em uma falsa ilusão de que precisam sempre estar com o rosto jovem e sem linhas por pura pressão estética (e, às vezes, de terceiros!). Por isso, lembre-se que, com ou sem procedimentos, sua beleza continua sendo única e você deve, além de respeitar seu corpo, fazer apenas o que te faz feliz, mentalmente e esteticamente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s